DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Medicamento

Veja os riscos e benefícios do anticoncepcional

Perigos para paciente devem ser discutidos com ginecologista

A pílula anticoncepcional completou 55 anos e é um dos grandes avanços da sociedade. Mas, como todo medicamento, traz riscos e benefícios, alerta o presidente da Sogimig – Associação de Ginecologistas e Obstetras de Minas Gerais, o médico ginecologista Agnaldo Lopes da Silva Filho.

“Essa mensuração tem que ser avaliada junto com o médico ginecologista. Quase sempre, o risco de gravidez indesejada supera qualquer outro risco”, diz.

O médico ressalta ainda que nunca se deve parar de tomar o contraceptivo sem orientação do médico, porque isso aumenta o risco de gravidez não planejada.
Continuar lendo “Medicamento”

DIAGNÓSTICO E TRATAMENTO

Diagnóstico por imagem

Você tem dúvida sobre exame feito por imagem?

Se for bem-indicado, custo-benefício é favorável a paciente
exames de imagem, raio X, tomografia, ressonância, ultrassom, mamografia
Crédito: Jack Moreh/Freerange Stock

Todo exame de imagem precisa ser bem-indicado para que o custo-benefício seja favorável ao paciente. “Não se pode fazer exame sem uma boa indicação. Se você faz uma mamografia e daí a três, quatro meses aparece um nódulo, não tem que repetir. Isso serve até mesmo para os exames que não têm radiação”, defende o médico radiologista Antonio Carlos Matteoni de Athayde, presidente do CBR – Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem.
A ideia que, geralmente, os leigos têm é que cada exame é indicado para determinada estrutura – por exemplo, o raio X para ossos e a ultrassonografia para órgãos do abdômen. Athayde explica que não é bem assim. O exame a ser pedido depende não apenas da estrutura, mas também do tipo de lesão a ser investigado.

Continuar lendo “Diagnóstico por imagem”

Depoimentos

Câncer de mama

“A gente dá uma baqueada”

Sempre fui à médica; descobri o câncer de mama há 4 anos
Marisa Helena da Silva, 53
Empresária, dona da lanchonete que funciona no Hospital Dr. Helio Angotti, em Uberaba, no Triângulo Mineiro

câncer de mama

Crédito: Paulo Ferreira – Assessoria de Comunicação/Hospital dr. Hélio Angotti

“Descobri que tinha câncer de mama há quatro anos. Sempre fui à médica (ginecologista). Em 2012, descobrimos um carocinho com um olhinho, tipo uma pintinha, do lado direito. Ela disse que ia me passar para outra médica para dar uma olhadinha no seio. Fiz mamografia e ultrassonografia. A doutora Jane me abraçou muito e disse “Você está com câncer de mama”. Estava na fase inicial. Contei primeiro para os meus filhos, hoje com 30 anos (a filha) e 26 anos (o filho). Depois para meu esposo. Tive apoio total. As mulheres geralmente escondem quando descobrem a doença, têm vergonha. Eu não. Contei para todo mundo.

Continuar lendo “Câncer de mama”