Podcasts Papo no Consultório

Podcasts da semana (15 a 19 de maio)

Confiram os podcasts da coluna Papo no Consultório:

#Áudio 1 – Os riscos da hipertensão arterial

Um hipertenso que não se trata vive 16 anos a menos. E apenas 20% dos hipertensos brasileiros se tratam corretamente.

Continuar lendo “Podcasts da semana (15 a 19 de maio)”

BEM-ESTAR

As dores do brasileiro no cotidiano

“A dor sempre preocupa até se ter o diagnóstico”

No Brasil, a dor de cabeça afeta mais a população, mas as dores nas costas ocorrem com mais frequência
dores do brasileiro
Crédito: Freepik

Sabe quando aparece aquela dorzinha incômoda e que, de repente, torna-se torna tão intensa a ponto de nos impedir de fazer as atividades do dia a dia? Um estudo levantou as dores do brasileiro. E mostrou que a dor de cabeça afeta oito em cada dez pessoas por aqui. Já as dores nas costas e musculares estão presentes no dia a dia de seis em cada dez brasileiros. Continuar lendo “As dores do brasileiro no cotidiano”

Depoimentos

Angioedema hereditário: uma longa caminhada até o diagnóstico

“Meu diagnóstico de angioedema demorou 24 anos”

“Foi quando minha filha mais velha foi diagnosticada e quando também se descobriu que minha mãe tinha a doença”
Vivian Bianchi, 34
Mestranda em ciência e tecnologia das radiações no CDTN/CNEN, em Belo Horizonte, dedica-se integralmente às pesquisas.
Foi diagnosticada com angioedema hereditário em dezembro passado.
angioedema hereditário
Crédito: Arquivo Pessoal/Vivian Bianchi

“A longa caminhada até o recente diagnóstico de angioedema hereditário (AEH) durou 24 anos. Tenho cinco irmãos, inclusive uma irmã gêmea, mas, entre nós, apenas eu tenho o diagnóstico de angioedema. Acreditamos que uma tia (irmã da minha mãe) tenha falecido por causa disso.

O diagnóstico da família inteira – meu, da minha filha mais velha, Anna Luiza, e da minha mãe – só se deu após a internação da Anna Luiza, em dezembro do ano passado. Até então, as crises da minha mãe eram tratadas como alergia. Já eu fazia tratamento com corticoides, devido à suspeita de lúpus. Continuar lendo “Angioedema hereditário: uma longa caminhada até o diagnóstico”