Depoimentos

Paralisia cerebral: um depoimento

“Ter paralisia cerebral é apenas um detalhe”

“Ao olharem para mim, duvidam da minha capacidade e do meu entendimento”
Priscila Fonseca
Designer gráfico e escritora, faz 32 anos em 18 de março
Foi diagnosticada com paralisia cerebral aos 6 meses de idade.
É autora dos livros  “Poemas dedicados aos amigos”, publicado em 2005, e“Pensamentos para o Vento”, lançado neste ano. Possui o site Feito com os Pés
paralisia cerebral
Crédito: Arquivo Pessoal/Priscila Fonseca

“Sempre digo que ter paralisia cerebral é apenas um detalhe para mim. O principal motivo desse meu sentimento é que, desde criança, nunca fui discriminada ou deixada de lado pela minha família. Sou tratada “igual”.

Não ando, não tenho uma boa movimentação com as mãos, falo mal, sou totalmente dependente das atividades de vida diária. Apesar disso, convivo bem com a deficiência, pois ela nunca foi motivo de tristeza na minha vida. Continuar lendo “Paralisia cerebral: um depoimento”

Depoimentos

Diabetes tipo 1

“Minha filha é um doce. E agora?”

O diabetes tipo 1 chegou impondo suas condições
Luciana Normanha
Designer de bijuterias
Mãe de Duda, que teve diagnóstico de diabetes
tipo 1 em 2013, aos 7 anos de idade
Siga no Facebook Minha Filha É Um Doce
@minhafilhaeumdoce

diabetes tipo 1

Crédito: Arquivo Pessoal/Luciana Normanha

“No dia 4 de fevereiro de 2013, o diabetes tipo 1 chegou em nossas vidas. Ele chegou sem ser convidado, sem avisar, impondo suas condições e sem sequer nos dar tempo para nos acostumarmos com a ideia ou mesmo com as bruscas mudanças que traz junto com ele. Chegou e ponto.
Era uma tarde de terça-feira, e me vi ali, sentada dentro de um consultório médico, com minha pequena Maria Eduarda (Duda), com 7 anos na época, em meu colo, às lágrimas, escutando a médica nos falar sobre o diagnóstico e a internação, que seria longa. Continuar lendo “Diabetes tipo 1”

Depoimentos

Câncer de mama

“A gente dá uma baqueada”

Sempre fui à médica; descobri o câncer de mama há 4 anos
Marisa Helena da Silva, 53
Empresária, dona da lanchonete que funciona no Hospital Dr. Helio Angotti, em Uberaba, no Triângulo Mineiro

câncer de mama

Crédito: Paulo Ferreira – Assessoria de Comunicação/Hospital dr. Hélio Angotti

“Descobri que tinha câncer de mama há quatro anos. Sempre fui à médica (ginecologista). Em 2012, descobrimos um carocinho com um olhinho, tipo uma pintinha, do lado direito. Ela disse que ia me passar para outra médica para dar uma olhadinha no seio. Fiz mamografia e ultrassonografia. A doutora Jane me abraçou muito e disse “Você está com câncer de mama”. Estava na fase inicial. Contei primeiro para os meus filhos, hoje com 30 anos (a filha) e 26 anos (o filho). Depois para meu esposo. Tive apoio total. As mulheres geralmente escondem quando descobrem a doença, têm vergonha. Eu não. Contei para todo mundo.

Continuar lendo “Câncer de mama”