BEM-ESTAR

Nódulos: o que são e os riscos que apresentam

Você sabe o que é nódulo, cisto e pólipo?

Oncologista explica as diferenças entre os caroços que podem surgir sob a pele e em algumas vísceras do corpo e os riscos que eles trazem

O surgimento de nódulos em alguma parte do corpo sempre nos preocupa e nos leva a associá-los ao risco de câncer. Os nódulos são formados por um acúmulo de células ou por um excesso de tecido inflamatório. Alguns se assemelham a caroços sob a pele ou tecido subcutâneo. Também podem ocorrer em vísceras ocas (como, por exemplo, estômago e intestino) ou sólidas ( como, por exemplo pâncreas, fígado, ovários e rins). São duros ou moles, doloridos ou indolores e móveis ou imóveis ao toque. Incluem os cistos, os pólipos e os tumores. Podem ser benignos, malignos ou, ainda, benignos e se transformarem em malignos, como no caso de pólipos intestinais.

Com a ajuda do médico oncologista André Márcio Murad, professor adjunto da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e diretor da clínica Personal Oncologia de Precisão e Personalizada, em Belo Horizonte, vamos tentar esclarecer algumas características e os riscos dos diferentes nódulos.

Primeiro, é importante esclarecer que a grande maioria dos tumores é um tipo de nódulo. E que um tumor ou nódulo pode ser benigno. “É comum mulheres jovens terem fibroadenoma na mama, um acúmulo de tecido benigno que não vai gerar câncer nem metástase”, exemplifica Murad. Também podem ocorrer cistos mamários, igualmente benignos, como na mastopatia fibricística.

Outros exemplos de nódulos benignos são o lipoma (acúmulo de gordura), edemas (de células na superfície da pele) como no eritema nodoso e pólipos (presentes nas mucosas de órgãos ocos, como intestino e estômago). Mas o pólipo tem uma característica preocupante: pode se transformar em um nódulo maligno. “Por isso é recomendado tirá-lo”, explica o oncologista.

Os nódulos são classificados em três tipos:
  1. Cístico (cisto) – é oco e contém água (fluido acumulado) no seu interior. Pode ser maligno ou benigno. Um exemplo é o cisto na tireoide. Pode surgir também nos rins, fígado e pâncreas.
  2. Sólido – não é oco e pode ser benigno ou maligno. Exemplos: adenoma de tireoide e fibroadenoma, um tipo de tumor não cancerígeno na mama mais comum em mulheres jovens de até 30 anos; e os adenocarcinomas (malignos).
  3. Misto – engloba os dois tipos acima. Um exemplo é a mastopatia fibrocística (ou doença fibrocística da mama). Em resposta aos hormônios, podem surgir nódulos (cistos) sensíveis ou dolorosos ou haver crescimento excessivo de tecidos fibrosos nos seios. Geralmente, esses nódulos nas mamas são benignos e não é preciso tirá-los. Mas eles podem dificultar a detecção do câncer de mama. Quando surgem no ovário, no entanto, a probabilidade de serem malignos é maior.
Ínguas são linfonodos aumentados

Outro ponto importante para se esclarecer, segundo Murad, é o que os leigos chamam de nódulo (ou íngua). O caroço percebido na axila, no pescoço ou na virilha se trata de linfonodo aumentado (inchaço nos gânglios linfáticos). Geralmente, tem menos de 1 cm de diâmetro, não é duro e é indolor ao toque.

De acordo com a causa, os linfonodos aumentados são classificados em três:

  1. Reacional ou reativo – são dolorosos e moles ao toque. Têm como causas inflamação, infecção, vírus ou trauma.
  2. Malignos – são borrachóides (parece que estamos tocando uma borracha de lápis). Aparecem nos linfomas (câncer dos gânglios linfáticos).
  3. Pétreos – são endurecidos, aderidos, imóveis. Aparecem quando há metástase de tumor sólido. Alguns exemplos são o carcinoma de língua que migra para pescoço e o tumor de mama que migra para a axila.
Nem sempre é necessário fazer biópsia

Alguns cistos, como o sinovial e o tendínio – que aparecem perto de articulações, especialmente dos punhos -, são claramente benignos e não exigem biópsia para se ter certeza de que não vão se tornar malignos. Assim como os lipomas (nódulos de gordura), muito comuns nos troncos, braços e barriga. “O médico só acompanha”, diz o oncologista. Ele alerta, no entanto, que, na dúvida, sempre se faz uma biópsia (punção do nódulo) para análise em um laboratório de patologia.

Ao sinal de um nódulo, o paciente deve procurar o médico. O ideal é fazer a consulta com um oncologista, mas, se não for possível, um cirurgião pode avaliar o caso. Se o caroço aparecer na mama, é recomendado procurar um mastologista. “Mas pessoas acima de 50 apresentam maior risco de câncer e, quando observarem a presença de nódulos, devem procurar um oncologista”, alerta Murad.

Fonte: Médico oncologista André Márcio Murad, professor adjunto da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e diretor da clínica Personal Oncologia de Precisão e Personalizada, em Belo Horizonte.

17 comentários em “Nódulos: o que são e os riscos que apresentam

  1. Olá…boa noite!
    Tenho 50 anos
    Antes da minha menstruação sentir um caroço grande na mama
    Nos primeiros dias n doía
    Depois de uma 4 dias começou a doer e sentia timpo um penso na mama
    E depois de uns vinte a conta 5 dias ta sumindo ja ta bem pequenino
    Será oque é…
    Quando e um caroço maligno ele some ou nao fica sempre ali no mesmo lugar
    Obg..

    1. Rosangela,
      A gente sempre se assusta quando aparece um nódulo, que é sinal de que algo está diferente no nosso corpo. É bom procurar um médico para avaliar seu caso e tirar suas dúvidas, certo? Espero notícias.
      Abraço,
      Carla

  2. Boa tarde….
    Tirei o útero e o colo do útero,fazem 4anos. E agora apareceram 5 nódulos nos ovários, sendo que um deles o doutor acha que é maligno. Fiz o ca125 e deu alterado o normal é até 35 é deu 155,77…Pode ser endometriose ???

    1. Simone,
      Não sou médica, mas uma jornalista que quer divulgar informações sobre saúde para conscientizar a população. Aproveito para ressaltar que essa dúvida sua só poderá ser esclarecida na consulta com um médico, que vai ter as condições necessárias para avaliar a sua situação específica. Se ele não for capaz de sanar suas dúvidas, é importante buscar outro médico que o faça. Desjo força para que vá em busca de esclarecimentos. Somente assim podemos cuidar da nossa saúde. Aguardo notícias.
      Abraço,
      Carla

  3. Ola boa noite
    Tenho 15 anos, estou com caroços no peito a um mês e doi muito muito sensivel, e minha pele esta avermelhada e com manchas. Agradecemos des de ja

    1. Pietra,
      Bom dia!
      Como eu disse no comentário anterior, diante de qualquer alteração ou dor, é importante buscar uma avaliação médica. No seu caso, um mastologista pode analisar seu quadro. Marque uma consulta. Espero boas notícias.
      Abraços,
      Carla

  4. Olá , boa noite meu nome é Letícia gostaria de tirar uma dúvida, a uns 5 anos atrás apareceu um caroço do lado esquerdo da minha virilha, quando apertava doía como era mais nova não me preocupei de ir no medico ele sumiu do nada , e agora depois desse tempo todo ele volto a aparecer no mesmo lugar.. Quando aperto ele doe e também some e aparece do nada , Estou muito preocupada.. Aguardo a resposta agradeço desde já!!

    1. Letícia,
      Diante de qualquer alteração ou dor no corpo, é importante buscar uma avaliação médica. Diante do surgimento de um nódulo, o ideal é procurar um oncologista ou cirurgião geral, conforme explicado pelo médico no post. Mas, se não for possível, marque uma consulta com um clínico geral para que ele avalie seu caso, ok? Espero boas notícias.
      Abraços,
      Carla

  5. Olá, boa tarde, me tira uma dúvida! Tenho 39 anos, fiz uma ultrassonografia e detectou um nódulo medindo 1,4cm, mas na conclusão deu categoria 2.( Achado benigno). Eu estou preocupada pelo tamanho do nódulo, mas estou confusa pela categoria!

  6. Bom dia, surgiu um nódulo na minha axila direita, meio lateral. Noto que às vezes dói, outras vezes, não. Sinto como algo superficial, parece na pele, mas quando tento sentir a profundidade, não consigo, ele desaparece. Como tenho 50 anos, fiquei preocupada, pois li sobre linfoma ou câncer de mama, apesar de que mamografia e ecomamaria farão 1 ano em novembro, e estavam bem em 2016. Poderia orientar-me? Fiquei assustada. Agradeço a atenção.

    1. IC,
      Boa noite! Quer um conselho? Pelos relatos que já ouvi, o melhor é você procurar um mastologista ou oncologista para esclarecer o que é essa alteração. Não tenha medo. É importante saber do que se trata, né? Dê notícias. E boa sorte!
      Um abraço,
      Carla

  7. Boa tarde!
    Me chamo Leani e gostaria que me tirasse uma dúvida. Fiz uma ultra-som mamária e constou nódulos que era necessário fazer uma mamografia mesmo não tendo idade para fazer.
    O resultado deu que não se encontra nenhum nódulo. Graças a Deus!
    Mais eis a questão, e o nódulo que seu na ultra som ? Qual dos dois exames devo confiar?

    1. Leani,
      Boa noite! O melhor é você conversar com o médico e esclarecer suas dúvidas com ele. Se, mesmo assim, ele não te passar confiança, busque outro médico. O ideal é você ir a um mastologista ou a um oncologista com os exames. Dê notícias! Boa sorte!
      Abraço,
      Carla

  8. Olá, boa noite.

    Gostaria de tirar uma dúvida. Apareceu/percebi um caroço abaixo do maxilar (alguns chamam de papada), tem uns 4 meses, ele deu uma aumentada, é um pouco maior que uma ervilha, não é visível a olho nú, é movel, duro e indolor. Tenho tido tosses secas nos últimos 2 meses (coceira na garganta) e do fim do ano passado até hoje perdi 7 Kg sem alterar a minha alimentação. Gostaria de saber se devo me preocupar com esse nódulo? Porque não é exatamente na garganta, então não associei a tireoide. Agradeço desde já.

    1. Olá, Nicole, bom dia!
      Não fique com medo sem saber do que se trata e procure um médico, sim, o mais rápido possível, até mesmo para você se tranquilizar. Um nódulo pode ser benigno, mas apenas um médico pode saber do que se trata. Como você emagreceu e tem outros sintomas – que podem ter ou não relação com o nódulo -, é importante ir a um médico. Não adie a consulta. Se tiver dificuldades para marcar um cirurgião geral ou oncologista, tente um clínico geral que é mais fácil de conseguir horário.Relate todas as alterações que estão ocorrendo, procure esclarecer suas dúvidas na consulta. Mas já adianto que algumas delas serão respondidas apenas depois de alguns exames. Cuide-se! E nos conte, depois, como foi a sua busca pelo diagnóstico.
      Um abraço,
      Carla

    2. Oi, Nicole.
      Vc teve algum diagnóstico

      médico para essa sua questão? Pergunto pq tenho sintomas idênticos. Adianto que vou procurar ajuda médica, mas gostaria de saber se há alguma semelhança de diagnóstico entre o meu e o seu caso.

      Grata,
      Cristina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *