BEM-ESTAR

Cuidados com a pele no frio: veja dicas para prevenir o ressecamento

Pele exige mais hidratação no inverno

Dermatologista alerta que algumas doenças podem surgir ou se agravar com o frio e dá dicas para evitar o ressecamento
cuidados com a pele no frio
Crédito: Freepik

Com a baixa umidade do ar e as temperaturas mais frias durante o inverno, o nosso organismo tende a transpirar menos. Esses três fatores associados contribuem para que a nossa pele fique mais seca. É preciso, pois, ter alguns cuidados com a pele no frio.

“Além disso, nesta época, é comum tomarmos banhos mais quentes. Isso provoca uma remoção da oleosidade natural de forma mais intensa. E reduz o manto lipídico que retém a umidade da pele”, explica a presidente da Regional Minas Gerais da Sociedade Brasileira de Dermatologia, a médica dermatologista Ana Cláudia de Brito Soares. E não é apenas a pele do rosto que fica sujeita ao ressecamento no inverno – a do corpo também!

Doenças mais comuns

A pele ressecada apresenta um aspecto esbranquiçado. A médica explica que, por causa do ressecamento da pele, algumas doenças podem surgir ou se agravar no inverno. Entre essas doenças, Ana Cláudia cita a dermatite seborreica, a dermatite atópica, a psoríase e a ictiose:

  • Dermatite seborreica: afeta principalmente as regiões que contêm pelos, como face e couro cabeludo. A pele descama por causa da desregulação sebácea. As manifestações mais frequentes são caracterizadas por intensa produção de oleosidade, descamação e prurido (coceira). A descamação pode causar caspa, que varia desde fina até a formação de grandes crostas aderidas ao couro cabeludo, a seborreia.
  • Dermatite atópica: quem sofre de atopia pode apresentar também asma ou rinite alérgica. O principal sintoma é a coceira, que pode começar antes mesmo das lesões cutâneas se manifestarem e pode atingir a face, o tronco e os membros. Na infância, as lesões são avermelhadas e escamam. Nos adolescentes e adultos, as lesões localizam-se preferencialmente nas áreas de dobras da pele, como a região posterior dos joelhos, pescoço e dobras dos braços.
  • Psoríase: doença da pele relativamente comum, crônica e não contagiosa e que atinge igualmente homens e mulheres, principalmente na faixa etária entre 20 anos e 40 anos. Fenômenos emocionais são frequentemente relacionados com o seu surgimento, provavelmente atuando como fatores desencadeantes de uma predisposição genética para a doença. Mas a real causa da psoríase ainda é desconhecida.
  • Ictiose vulgar: aparece após o nascimento, geralmente no primeiro ano de vida. Pode apresentar apenas ressecamento da pele e descamação fina ou intensa de aspecto geométrico. As áreas mais atingidas são os membros, podendo afetar também a face e o couro cabeludo. A doença tende a regredir ou a ter seus sintomas minimizados com o passar dos anos.
Cuidados com a pele no frio

Para prevenir o ressecamento da pele,  a dermatologista explica que é importante intensificar as hidratações em todo o corpo. Também é preciso investir em uma alimentação mais saudável, rica em vitaminas e antioxidantes – nutrientes obtidos pela ingestão de frutas e verduras frescas. Confira alguns cuidados com a pele no frio:

Dicas para manter a pele hidratada
  • Beber no mínimo 2 litros de água por dia.
  • Evitar banhos quentes e muito demorados.
  • Evitar se ensaboar demais durante o banho e não usar buchas, que também contribuem para alterar a composição do manto hidrolipídico (hidratante natural produzido pelo organismo) que protege a pele.
  • Usar o hidratante logo após sair do box – ainda no banheiro – com aquele vaporzinho pós-banho, que ajuda na penetração do creme.
  • Para peles oleosas, e acneicas, evitar hidratante comum no rosto. Usar oil free nas áreas de maior oleosidade (rosto e tórax).
  • Os lábios também costumam ressecar muito no inverno. É importante usar hidratantes específicos para essa região e, assim, evitar rachaduras.
  • Usar filtro solar diariamente, mesmo na ausência de sol.
Fonte: Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD)

 

Leia mais

Cinco cuidados no inverno para evitar o ressecamento da pele da criança

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *